Pular para o conteúdo principal
Artigo: O Empreendedorismo Contábil e a Evolução Tecnológica

O Empreendedorismo Contábil e a Evolução Tecnológica

Joacir Reolon

Muito se tem lido e falado a respeito do fim das empresas contábeis ou da extinção da profissão contábil, motivado pelas mudanças tecnológicas que vivenciamos, somado às previsões de futuro cibernético aplicadas a um segmento profissional historicamente tradicional.

As empresas contábeis sempre foram fundamentais e indispensáveis na contribuição para a evolução do ambiente empresarial, por meio da aplicação de técnicas de controle às micro, pequenas e médias empresas, muito contribuindo para a sustentabilidade dos negócios.

Ao longo de sua história, as empresas contábeis, que chegaram a ser definidas com função específica de guardar livros,  passaram por diversas atualizações tecnológicas, desde os registros em  formato manual, que tinham conotação puramente histórica, passando pela mecanização, e evoluindo para a informatização, momento em que direciona seu enfoque para funções informativas.

Semelhante a revolução computacional, que vivenciamos na década de 90 e possibilitou a extrema agilidade dos registros contábeis com a integração de sistemas ERP, assim como o advento do projeto SPED no Brasil, a partir de 2007, que permitiu a padronização de dados e eficiente processo de integração com o fisco, hoje refletimos sobre a subsistência das empresas contábeis frente a mecanismos tecnológicos de automação e projeções do uso de inteligência artificial.

Devemos ter presente que estas evoluções tecnológicas são necessárias, e até fundamentais, para a evolução e valorização das profissões, e consequentemente de seus profissionais, proporcionando o desenvolvimento de novas técnicas e habilidades funcionais que permitam maior agregação de utilidade aos seus usuários.

Para que possamos melhor aproveitar esta oportunidade, faz-se necessário quebrar paradigmas a respeito do convencional funcionamento de uma empresa contábil, criando ou potencializando funcionalidades que se configuram no verdadeiro sentido de sua existência, ou seja, a abordagem de informações estratégicas para a gestão empresarial, relevando definitivamente o enfoque fiscal a segundo plano.

Todos sabemos da vital importância de informações estratégicas para a sustentabilidade das empresas, e do potencial de contribuição único de um eficiente sistema contábil. Não há como pensarmos o sucesso de um empreendimento empresarial sem levarmos em conta, por exemplo, uma eficiente estratégia de otimização da margem de contribuição frente ao seu potencial de faturamento. Ou da melhoria na performance de EBITDA em comparação ao segmento de atuação, associado a análise de retorno baseada no efetivo valor da empresa, ou mesmo de técnicas de orçamento de resultado e projeção da necessidade de capital de giro.

Ou seja, informações extremamente qualificadas que fazem a diferença para a tomada de decisão empresarial em um mundo cada vez mais competitivo, e que somente um serviço de assessoria contábil avançado e personalizado poderá oportunizar, o qual não será suprido simplesmente por mecanismos de inteligência artificial.

Não se trata de uma simples questão de sobrevivência, mas do aproveitamento de uma oportunidade fantástica de aperfeiçoarmos a prestação de serviços contábeis, agregando alta sofisticação e personalidade que pode fazer muita diferença para nossos clientes, e para isto precisamos estar preparados desde já.

Bom aproveitamento!

Sobre o autor: Contador, Empresário Contábil, Presidente do Sescon - Serra Gaúcha, Pós-graduado em Contabilidade Gerencial e Finanças, e em Controladoria. Ex-professor Universitário especializado em Tecnologias de Informação, Contabilidade Gerencial e Assuntos Tributários.